Vereadora Cássia de Moraes denomina Cássio Mazutti Levy e Maria Batistella Botteon, as ruas do loteamento industrial

Publicado em: 30 de maio de 2019

Foi aprovado durante a 17ª Sessão Ordinária, realizada na terça-feira (27), as denominações de ruas do loteamento industrial e comercial Santa Marina, situado em Cordeirópolis

 

A presidente e vereadora Cássia de Moraes (PDT) através dos projetos de Lei nº 22/2019 e nº 23/2019, denominou “Cassio Luiz Mazutti Levy” a  avenida marginal (VCL5G-3) e de Maria Batistella Botteon”  a rua projetada 08 do loteamento.

 

Cássio Luiz Mazutti Levy

Nasceu em Cordeirópolis no dia 07 de fevereiro de 1956. Formou-se em 1978 na Faculdade de Engenharia Agronômica de Espírito Santo do Pinhal. Morou em Registro, São Paulo, entre 1980 e 1984, onde trabalhou no Banco Bradesco.

Ao retornar para Cordeirópolis administrou fazendas na região e atuou como empresário no setor de resíduos de construção civil.

Ao longo dos anos ficou reconhecido na comunidade de Cordeirópolis pelos eu jeito humilde de tratar todos de maneira igualitária e sem preconceitos, contribuindo junto com a família Levy para o desenvolvimento comercial e social do nosso município.

 

Maria Batistella Botteon

 

Maria Batistella Botteon nasceu no bairro de Cascalho no município de Cordeirópolis no dia 02 de janeiro de 1911, filha de Luiz Batistella e Antonia Tomazela Batistella. Casou-se com Paulo Botteon e juntos tiveram oito filhos: Terezinha, Antonia, Antonio, Inês, Regina, Domingos e Geraldo. Faleceu em Cascalho no dia 12 de janeiro de 2001, no dia que completaria 90 anos.

Ela foi uma das matriarcas das famílias de Cascalho que aprendeu com seus pais e depois de casada, com seus sogros, uma vez que todas as famílias jovens começavam coma tutela dos seus sogros.

Como as demais matriarcas de Cascalho, pouco apareceram na história do bairro, pois pelos costumes dos italianos do Vêneto, o "caput" ou a patriarca, isto é, o homem era quem aparecia nas decisões e acontecimentos familiares, mas na realidade quem sempre tinha a última decisão e alicerçava as famílias eram as matriarcas.

Maria, de uma personalidade forte, um coração imenso e uma doçura em mulher, soube construir sua família e ajudar para que os seus tivessem os sucessos futuros.

Maria, como todas as matriarcas de Cascalho merecem as devidas homenagens das gerações futuras porque o Bairro de Cascalho, devem o seu passado a essas mulheres que aprenderam com a vida a determinação e a superação de todas as provas para sempre ter em vista o bem dos seus.

Com sua simplicidade de mulher da roça, Maria sabia como ninguém fazer um belo pão, preparar um delicioso queijo, cuidar bem das suas galinhas para ter os melhores ovos, como ensinaram suas mães: para guarda-sol e vendê-los, primeiro trazer da Itália a Mãe de todas as mães de Cascalho, a Senhora Assunta ao Céu para a cada geração demonstrar como vencer na vida e saber que nunca se está sozinho, mas tem uma Mãe que olha por todos, intercede ao Pai do Céu por todos, é a mais bela como todos.

Ainda, com a economia conseguida pelo plantio de uma excelente horta para abastecer a mesa, deliciosos queijos e linguiças para alimentar a família e os belos ovos produzidos pelas suas galinhas que conseguiram trazer a mãe mais bela de todas, a Senhora Assunta ao Céu, Maria, agora conseguia, vendendo estes ovos, comprar os tecidos para as roupas dos filhos, os doces para alegrar as crianças e outras tantas coisas.

Maria Batistella Botteon, como todas as matriarcas de Cascalho soube alegrar-se pelo bem que fizeram e hoje junto de Deus, agradecer o futuro maravilhoso que prepararam para as suas gerações.

As sessões ordinárias, sessões solenes, audiências públicas e demais eventos institucionais da Casa podem ser acompanhados, ao vivo, pelo site www.camaracordeiropolis.sp.gov.br ou através da rádio FM 106,3.

A próxima Sessão Ordinária será no dia 03 de junho de 2019, terça-feira, às 19 horas.


Publicado por: Assessoria Imprensa Câmara Municipal

Cadastre-se e receba notícias em seu email