Merenda - Vereadores buscam informações com diretoras de escolas e Educação

Publicado em: 15 de setembro de 2017

Nos últimos dias os vereadores encontraram informações desencontradas em redes sociais relatando problemas referente à merenda escolar, e para buscar mais detalhes, o presidente e vereador Laerte Lourenço (PMDB)  mobilizou uma reunião entre os nove vereadores com todas as pessoas envolvidas, diretoras das escolas municipais e CEIs, merendeiras, nutricionista, secretária de Educação Angelita Meneghin Ortolan, além de funcionários que fazem parte diretamente das compras dos alimentos e suplementos escolares.

Na oportunidade todas as diretoras trouxeram aos legisladores a real situação das escolas, onde foram unânimes em afirmar que nunca faltaram alimentos aos alunos, e quando há algum atraso de entrega dos fornecedores, medidas rápidas são tomadas para não faltar.

"O que nós pretendemos com essa reunião é esclarecer esses equívocos que estão circulando em redes sociais e buscar diretamente das fontes que são vocês diretoras e merendeiras, e se houver algum problema, queremos buscar soluções, o que não podemos aceitar é ficar com assuntos distorcidos em redes sociais e principalmente, falar coisas que não existem, por isso estamos aqui hoje", destacou o presidente e vereador Laerte Lourenço (PMDB).

As merendeiras também foram incisivas em afirmar que tudo são boatos:

"Fiquei muito chateada pela forma que trouxeram, pois tudo que faço é por amor, são 30 anos cozinhando às crianças. E essa farofa é o prato que as crianças mais gostam, quando faz nada sobra, fiquei muito aborrecida pelos boatos", afirmou a merendeira Madalena Oliveira.

A nutricionista Tamara Cristina Vidoretti, explicou aos presentes a forma de adequação e alimentos a serem servidos.

"O que temos que fazer são manejos e adequações a medida que chegam as frutas, pois pode chegar uma banana ou um abacaxi que  já esteja maduro e tem que ser servido rápido para não estragar, e assim sucessivamente. A semana é intercalada com carnes de frango, peixe e vermelha, não importa que no dia seja servido a fruta x, y,ou z, ou a carne a ou b, mas sim a lei determina que seja servido a quantidade que a criança necessita e isso fazemos semanalmente e servimos até mais o que a lei determina", explicou Tamara.

Outras diretoras também deram seus depoimentos e ao final da reunião chegou-se a conclusão que todos os boatos foram inverdades  espalhadas pela rede social. Todos os vereadores colocaram seus questionamentos, onde foram explanados pelos presentes e ficaram a disposição para ajudar no que for preciso.

Participaram da reunião os vereadores: presidente e vereador Laerte Lourenço (PMDB), vice-presidente, vereador Rinaldo de Lima (PMDB), primeira secretária Cássia de Moraes (PDT), segunda secretária Sandra Santos (PT), Antonio Marcos da Silva (PT), Cleverton Nunes (PMDB), José Geraldo Botion (PSDB), Mariana Fleury Tamiazo (SD). O vereador Anderson Hespanhol (PPS) foi representado por sua assessora.


Publicado por: Assessoria Imprensa Câmara Municipal

Cadastre-se e receba notícias em seu email